Museus

Museu de Arquiologia

Horário

Terça a Sexta-Feira- 8:30 às 16:00

Bilheteira

100$00 Isenções: crianças até 12 anos, estudantes e idosos Entrada livre: 18 de abril, 18 de maio e 18 de outubro

Contacto para reserva

(00238) 2618421 / email: nospatrimonio@gmail.com

Localização

Chã de Areia, Rua da CV-Telecom – CP nº 76, Cidade da Praia, Ilha de Santiago

Tutela

Instituto do Património Cultural

Direção dos Museus

Ana Samira Silva

Coordenação técnica

Dúnia Moreira Pereira

Partilhar

Share on email
Share on facebook

Museu de Arquiologia

O Museu de Arqueologia, inaugurado a 24 de outubro de 2008,  é gerido pelo Ministério da Cultura e Industrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural.

Este espaço museológico tem como principal missão a preservação, promoção e divulgação do património arqueológico do país, bem como a sensibilização para a sua proteção junto à população cabo-verdiana, em particular  os investigadores, professores e alunos dos vários níveis de ensino e os turistas que visitam este espaço. 

O espólio patente no museu de arqueologia, é testemunho da importância histórica de Cabo Verde enquanto ponto de passagem obrigatória das embarcações de várias paragens, entre os séculos. XV-XIX, tornando o arquipélago intimamente ligado à evolução das rotas comerciais, que se desenvolveram a partir do século XV.

O espaço museológico dispõe de uma sala de exposição permanente, uma reserva, uma sala multiuso, uma sala de conservação e três outras destinadas aos serviços técnicos. 

O seu acervo é proveniente das escavações arqueológicas subaquáticas levadas a cabo por duas empresas internacionais de arqueologia subaquática, em parceria com o Governo de Cabo Verde, tendo a primeira ocorrida entre 1992 e 1995 e a segunda entre 1995 a 2001.

A exposição permanente deste museu é constituída por um riquíssimo acervo no qual se destacam: a réplica do Astrolábio Ibérico do Séc. XVII; moedas de prata, moedas suecas (chapas de cobre); garrafa de conhaque e vinho do Porto; canhões de bronze; peças de joalharia e relógios de bolso; manilas de bronze; um tinteiro de vidro; botões de punho; um sininho de prata, entre outras peças, também interessantes de serem vistas.

A sala de exposição tem um percurso acessível está subdividida por diferentes categorias dos objetos encontrados nos vários navios como:

  • Princess Louisa (1743), Inglês; Dromadaire (1762), Françês.; Leijmuiden (1770), Holandês; Hartwell (1787), Inglês; Lady Burgess (1806), Inglês e Yorktown (1850), USA.

Mas também encontram-se embarcações sem identificação que foram classificadas de acordo com a localização dos naufrágios:

  • Varandinha (aprox.1850); Ancoradouro Cidade Velha (entre 1500 e 1750) e naufrágio de São Francisco (1650);

Encontram-se ainda expostos objetos especiais como marfim, e uma coleção de Ânforas e de Canhões.

Galeria de Imagens

Localização

Outros Museus

Casa da Morna Sodade

A Casa da Morna Sodade, resulta de uma parceria entre o Município de Tarrafal de São Nicolau e o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas através

Saber Mais

Museu da Tabanca

O Museu da Tabanca, que havia sido inaugurado em fevereiro de 2000, no Centro Cultural/Museu da Tabanca na cidade de Assomada, foi transferido em 2010

Saber Mais

Museu do Sal

A ideia da criação do museu surge da necessidade de valorização e promoção da memória histórica e cultural da ilha do Sal. O projeto foi desenvolvido e implementado numa parceria entre…

Saber Mais

Museu do Mar

Em 2013 o Instituto do Património Cultural dá início ao projeto de instalação do Museu do Mar no edifício Réplica da Torre de Belém. O processo começou com a recolha…

Saber Mais